Integração temporal uma medida fantástica para todos


Em artigo escrito na semana passada afirmamos que não há cidade desenvolvida sem transporte público eficiente e que transporte e desenvolvimento são questões inseparáveis. Fomos mais além, dissemos que o momento é de união e que ou se foge dos radicalismos, para se romper as barreiras na busca por este transporte eficiente e acessivo a todos ou vamos enfrentar problemas sérios.

Volto a alertar que ou os vários setores da sociedade (leia-se empresários, poder público, sindicatos e outras representações populares) se unem ou teremos transtornos para as cidades e principalmente para a população.

Ressalto aqui o esforço dos consórcios permissionários do serviço transporte coletivo em conjunto com o poder público materializado nas pessoas do prefeito Romero Rodrigues e de Félix Neto Superintendente de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande, quando tomaram a acertada medida de fazer a integração temporal na cidade, aquela em que no período de uma hora o passageiro pode ter acesso a outro ônibus para qualquer parte da cidade pagando a mesma passagem.

Medidas como esta devem ser aplaudidas e incentivadas, nunca contestadas. Criticada no sentido de aperfeiçoamento, isto sim, deve ser feito, caso seja necessário, em outros momentos mostramos que assuntos relevantes a vida da população devem passar longe das questões políticas com (sentido e viés eleitoreiro) e o transporte hoje é uma questão essencial que se encaixa no tripé tão falado e discutido que é saúde, segurança e educação, portanto importantíssimo para as cidades.

O ônibus ocupa apenas 30% do espaço urbano e transporta mais de 70% da população, isto significa menos poluentes no ar, menos carros nas ruas e por consequência menos acidentes mortes e mutilações.

Entusiasta que somos do desenvolvimento e da mobilidade urbana vamos ficar na torcida para que todos se unam na busca por um transporte coletivo eficiente, que esta união traga outras medidas brilhantes como a integração temporal, para que elas atraiam à população para a utilização do coletivo, desta forma o serviço será melhor, com preço menor e com o usuário satisfeito, pois, assim é que é nos países desenvolvidos, onde as pessoas se orgulham dos seus sistemas de transporte.

Nesta estrada falta muito a se percorrer, mas, o fato positivo é que não se está parado no sentido de se buscar alternativas para melhorar o transporte que no futuro será de todos, isto é um caminho sem volta, visto que, as cidades não suportam mais o excessivo número de automóveis particulares. Para o momento a integração temporal é uma medida fantástica para todos.

Josinaldo Neves
Jornalista/Radialista

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *